Juiz Efigéngio Baptista duramente aconselhado por Jornalista Marcelo Mosse

Oh, entregou geral, Marcelo Mosse!
Fica em casa Juiz das dívidas ocultas e evita exposição pelo menos até ao fim do julgamento.
Será por leões?

O Juiz que ultimamente está fazer história nas redes sociais, por sua simplicidade, foi hoje duramente aconselhado por um jornalista de nome Marcelo Mosse.
Vídeo que está causar, nas redes sociais.
Portanto, após viralizar o vídeo acima, o jornalista moçambicano, Marcelo Mosse, diz que juiz o das dívidas ocultas, Efigénio José Baptista, devia ficar em casa e evitar exposição pelo menos até ao fim do julgamento.
Estas declarações foram feitas, há instantes, no perfil do Facebook do jornalista.
“O Juiz do Big Brother. É óbvio que com a sociedade sequiosa de justiça e a percepção enraizada, devido a campanhas como as do (CIP), de que as “as dívidas ocultas” são a fonte da crise que vivemos, ao juiz Baptista é estendido o papel vermelho na primeira vez que sai a rua. Ele não busca recato. Quer a exposição total e os holofotes por cima. Quando dispensou os juízes eleitos, chamou toda a faca e o queijo para si sozinho. One man…one…?”, questiona.
“A Lei permite mas a prática apontava para o contrário. Há 20 anos, o juíz Paulino não prescindiu dos juízes eleitos. Sair para a rua está no seu direito. O problema é o efeito psicólogo que o estrelato pode causar no seu discernimento. A sede de justiça não se compadece com a presunção de inocência. O juiz Paulino esperou até o fim para colher nas ruas os afectos do povo”, reiterou.
Para ampliar Mosse disse “Baptista quer o estrelato imediato e as parangonas das redes sociais. Tem coragem quanto baste mas eu creio que ele devia estar relaxando no confinamento familiar. Aquele julgamento não é o Big Brother nem os juízes podem ser estrelas do populismo. Isso mina o equilíbrio do seu julgamento”.
Não tens nada a dizer?
Você pode gostar deste vídeo

Facebook Comments

Tags:

2 thoughts on “Juiz Efigéngio Baptista duramente aconselhado por Jornalista Marcelo Mosse

  1. Não concordo, com o aconselhamento do Marcelo Mosse!Pois, o facto do Juiz estar a julgar o processo mais mediático de Moçambique, não significa que esteja em prisão domiciliária. O Meritissimo, tem necessidades pessoais e pode sair de casa. Aliás o facto dele ter saído para as compras, prova que ele está seguro e essa atitude alegra a sociedade, tranquiliza aos moçambicanos mostrando que estamos num país onde as instituições funcionam, são reconhecidas e sobretudo estamos a construir um Estado de Direito. Não acredito que a intenção do Juiz seja “aparecer”. Ele já é uma estrela e não precisa de forçar a sua simpatia para com o público.

Deixe um comentário aqui