Ministra da Educação da África do Sul pede as estudantes a “abrirem livros e fecharem as pernas”

«Para as meninas eu digo: abram seus livros e fechem suas pernas. Muito obrigada», Realatou.

A Ministra da Saúde sul-africana, Phophi Ramathuba,caiu na boca do povo nos últimos dias, tudo porque, durante uma visita a uma escola secundária de Gwenane, no município de Sekgakgapeng, realizada na quarta-feira, 12 de Janeiro, numa tentativa de incentivar a abstinência e reduzir as taxas de gravidez na adolescência, fez uma declaração que resultou em várias críticas por parte de alguns entendidos na matéria, bem como membros do partido na oposição.

«Para as meninas eu digo: abram seus livros e fechem suas pernas. Muito obrigada», Realatou.

Após surgir várias criticas, ela clarificou em seguida: «eu disse aos meninos para se concentrarem na sua educação e não dormirem com as meninas»
Segundo a ONG Save the Children, a falta de acesso à educação sexual abrangente, bem como serviços de saúde acessíveis e apropriados, são fatores-chave que contribuem para a gravidez de adolescentes na África do Sul, onde as estatísticas do Governo mostram que quase 33.400 jovens com menos de 17 anos deram à luz em 2020.
Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *