Se Twenty Fingers e Tamyris Moiane cantassem “pandza” Moz estaria rico

Será???

Naturalmente é notório que a maioria dos moçambicanos, não se identifica com seu produto, ou seja, quando o assunto for copiar, todos copiamos, mas se for ao contrário, nem por isso.

A questão surge quando percebo que quanto mais figuras públicas, mais novos talentos, surgirem, mais cópias existem no País, Moçambique.

Veja, Twenty Fingers, Tamyris Moiane, Cleyton David entre outros artistas moçambicanos, se agarrassem o estilo “Marrabenta” ou então “pandza”, o  País para além de agradecer, teria um certo destaque, no mundo aí fora, até porque o músico e compositor Denny Og afirmou em uma entrevista, sentir-se envergonhado ao ver artistas moçambicanos actuarem fora do país com outro estilo que não é moçambicano, e acrescentou que Moçambique é único País que não tem identidade cultural na música.

Denny og in google

Fico envergonhado quando vejo artista moçambicano a actuar fora do País com Kizomba.

Moçambique é o único país Da África que não têm identidade cultural na música!

Há muitos copiadores da cultura angolana, fico triste ao ver meus irmãos a serem chamados fora do país para cantar “Kizomba” um ritmo que não é nosso, é vergonhoso.

Eu desafio Twenty Fingers e seu colega a abandonar a cultura externa e investir na música nacional. Algo nosso para acabarmos com está confusão de que esse é angolano enquanto é moçambicano – rematou o músico Denny Og

De recordar que Cleyton David e Tamyris Moiane não foram directamente mencionados pelo músico, mas a mensagem abrange a todos os cantores moçambicanos, e não só, aqueles que desejam ingressar na arena musical.

E, você o que acha?

Você pode gostar deste vídeo

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *