Última Hora: Jornalista da TV MIRAMAR ESCAPA ser apedrejado por populares em Moatize

 … Por favor, não façam isso, heheheyyy, não façam isso, sou jornalista eu — percebe-se no vídeo

Na tentativa de reportar, quase terminava em morte.

Um problema que surgiu logo após o assassinato de um jovem, cria uma autêntica agitação, em Moatize.

Acompanhe como tudo começou:

Moatize por debaixo do Fogo
“Bairro 8 e junção com Bairro 12, após o funeral, os taxistas, mamanas, jovens e outros foram ao comando e pediram a cabeça da Flávia para mostrar um jovem de nome *Jamal* ( *Manucho* ) irmão da Bubu que é o mandante do assassinato, os três policiais não conseguiram controlar os ânimos da população e fugiram, foi pegue a Flávia batida até desmaiar, rasgaram a roupa e mais só largaram após chegar reforço da Vila.
A Flávia foi descoberta no momento das buscas onde os taxistas iam a procura ela era a única mulher e no âmbito o celular dela não parava de chamar, e ela também sempre teclando, foi desconfiada, pegaram celular dela os outros taxistas e viram que o conteúdo era mesmo daquilo, bateram até divulgar onde a mota estava, foram até lá queimaram a casa e a pessoa disse que a mota quem trazia lá era o filho do Arnaldo Saize, voltaram até ao lado do Ametramo, quiseram vandalizar o jovem saiu da casa, deram uma “palmadinha” e aceitou ir mostrar onde estava o corpo do jovem taxista assassinado e chegando lá, identificaram o corpo e zás, “chimbaram” o indivíduo que mostrou até a morte, inalaram gasolina e puseram 🔥🔥🔥🔥.
Logo tudo isso mostra que a menina *Flávia* esteve desde o início, pois foi ela quem pegou o táxi até o último minuto da vida do taxista”.
Entretanto, enquanto o jornalista da televisão Miramar tentava reportar de forma clara, o que estava acontecendo naquele local (população lançando pedras as viaturas na estrada), Fungai Caetano, é por pouco apedrejado e só foi graças as suas palavras, populares, não fizeram.
Extracto do vídeo
Você pode gostar deste vídeo

Facebook Comments

Tags:

Deixe um comentário aqui